Papas da Língua tem Um Dia de Sol na trilha sonora da novela Tempo de Amar.

Papas da Língua começou 2018 a todo vapor.  “Um Dia de Sol” esta na trilha sonora da novela “Tempo de Amar”, transmitida pela TV Globo no horário das 18 horas. A música é tema do personagem Fernão (Jayme Matarazzo), filho do diretor da novela Jayme Monjardim. O clipe foi lançado no Brasil há duas semanas e esta rodando nos canais Globosat como BIS, Multishow, Music Box Brazil entre outros. A banda estará lançando no dia 02 /03 nas plataformas digitais, a música inédita “Iluminada”.

A banda está em evidência também, devido a marca “Lunender” ter usado recentemente na sua campanha, a música “Blusinha Branca” (feat. Gabriel o Pensador)” interpretada por Papas da Língua, tendo como estrela a belíssima e talentosa atriz Alinne Moraes. A música foi lançada há 20 anos, e fazia parte do álbum “Xá-lá-lá”, que trouxe grandes sucessos da banda, como “Garotas do Brasil”, “Viajar” entre outras.

(Atemporal e descontraído, o hit do Papas da Língua tem tudo a ver com a “Lunender”. A atriz Alinne Moraes, com sua beleza inigualável, apresenta a nossa versão da “Blusinha Branca”.) Diz o slogan da empresa.

“Um Dia de Sol” não é a única música do Papas da Língua que foi tema de novelas. O grande sucesso “Eu Sei”, embalou o romance dos personagens de Thiago Lacerda e Christine Fernandes em “Páginas da Vida” (TV Globo/ 2006) exibida no horário nobre. A banda até apareceu na novela.A primeira música usada como trilha sonora foi “Encontros Amargos” na novela “Cara & Coroa” (Globo/ 1995) exibida as 19 horas. “Garotas do Brasil” e “Pequeno Grande Amor” foram trilhas sonoras da novela teen “Malhação”, “Viver a Vida” (Globo/2010),”Pingos de Amor” em “Balacobaco” na (Record/ 2013), “Eu Sei” (Yo Sé) “Por Amor a Vos”, no Canal 13 da Argentina, “No Calor da Hora”, tema do filme “Houve Uma Vez Dois Verões” e  “Sorte”, no filme “Até que a Sorte nos Separe”.

Formada em 1993, pelos músicos Serginho Moah – (vocal- guitarra- violão) Léo Henkin – guitarra / violão), Zé Natálio – (baixo) e Fernando Pezão – (bateria), a banda tem 8 CDs gravados: Papas da Língua (1995)/ Xa-La-Lá (1998)/ Babybum (2000)/ Um Dia de Sol (2002)/ Ao Vivo Acústico (2004)/ Disco Rock (2008)/ Bloco na Rua (2011)/ 20 Anos – Ao Vivo (2015),  e 3 DVDs: (Ao Vivo Acústico 2004)/ Bloco na Rua (2011)/ 20 Anos – Ao Vivo (2015), discos de ouro, trilhas em novelas, filmes, campanhas publicitárias, premiações, regravados por vários artistas nacionais, discografia lançada na América Latina, Europa e África, shows realizados em Portugal, França, Espanha, Áustria, Estados Unidos, Argentina, Paraguai, Uruguai e Angola.
Artistas como Gabriel, o Pensador, Alexandre Carlo, Paula Toller, Adriana Calcanhotto, Buchecha, Tati Portela, DJ Memê e Marcelinho da Lua, são alguns nomes que participaram de CDs e projetos com a banda.

O primeiro show internacional da banda foi no ano de 1996, em Sanary Sur Mer, sul da França as margens do Mediterrâneo, no “Festival Sud a Sul”. No mesmo ano se apresentaram em Montevidéu, no Uruguai. Participaram do projeto “Porto Alegre em Buenos Aires” no “Teatro Presidente Alvear” em 1997. Durante a “Copa do Mundo” de 1998 na França, foram convidados pela cidade de Sanary Sur Mer, para participarem do “Brahma Brasil Festival” ao lado de Gilberto Gil, Ivete Sangalo, Fernanda Abreu, Paralamas do Sucesso, Skank e O Rappa. Em 2000, durante as festividades do “Brasil 500 anos” foram em missão oficial a Viena, capital austríaca. Retornaram a Europa em 2005 para uma turnê na França e Portugal. Voltaram a Sanary Sur Mer em 2006 para a décima edição do festival. Papas da Língua realizou em 2007 outra turnê com shows em Nova Iorque, Boston, Bridgeport e Newark seguindo para Portugal, onde participaram do evento “Globos de Ouro”, em Lisboa. No mesmo ano abriram os 3 shows da banda inglesa Coldplay, no “Via Funchal”, em São Paulo.Já foram agraciados com vários prêmios no decorrer da carreira, entre eles o prêmio máximo da música do Rio Grande do Sul, o Troféu Açorianos de Música, nas categorias: melhor banda, melhor disco pop, melhor baixista, melhor cantor. Em 2002, receberam o Prêmio Lupicínio Rodrigues, concedido pela Câmara Municipal de Porto Alegre pelo conjunto da obra. No ano de 2007, Papas da Língua, dentro da categoria “banda”, foi a marca mais lembrada pelos gaúchos através da pesquisa Top Of Mind.

Em 2008 foram os representantes do Brasil no Super Bock Super Rock em Angola, se apresentando para um público de 20 mil pessoas realizado no Estádio da Cidadela, em Luanda. Naquela noite dividiram o palco com o rock n´roll dos Xutos e Pontapés, a mais consagrada banda de rock portuguesa.

Papas da Língua tem se apresentado em shows por todo o Brasil e para acompanhar a trajetória e a agenda da banda, acesse suas redes sociais:

Website: http://www.papasdalingua.com.br/
Facebook: https://www.facebook.com/PapasDaLingua/
Youtube: https://www.youtube.com/user/papasdalinguaoficial

Da Redação by Cleo Oshiro

Artigo anteriorJapão lança com sucesso foguete com satélite de reconhecimento a bordo
Próximo artigoSusana China: Cantora portuguesa apaixonada pela MPB grava seu 1.º CD.
Cleo Oshiro
Sou a Cleo Oshiro, uma mineira que no ano de 2002 optou por viver no Japão com a família. Em 2010 a Revista GVK Internacional no Brasil, especializada em karaokê, me descobriu no Orkut e através da minha paixão pela música e karaokê, decidiram fazer uma matéria sobre minha vida aqui no Japão, afinal foi aqui na cidade de Kobe que ele surgiu e se espalhou pelo mundo. Com a repercussão da matéria, eles me convidaram para ser a Correspondente Internacional da revista no Japão e aceitei o desafio e não parei mais. Fui Colunista Social por 2 anos no Portal Mie/Japão, da Revista Baladas Internacional/ Suiça, na BDCiTV/EUA e na Revista Biografia/ Brasil, realizando entrevistas com várias personalidades do meio artístico. Minhas matérias são para divulgar o trabalho dos artistas, sem apelos sensacionalistas, mesmo porque meu foco é mostrar a imensidão de talentos espalhados pelo mundo sejam famosos ou não. Atualmente faço parte da equipe da Rádio Shiga, onde faço matérias artísticas e sou a idealizadora do programa musical The Best Of Brazilian Music em parceria com o Omote-san. O programa foi suspenso devido problemas interno, mas o tempo em que esteve no ar levava a música brasileira à outros países da Asia. O programa The Best Of Brazilian Music era apresentado em inglês pela DJ Shine Dory, uma filipina apaixonada pela MPB e Bossa Nova. A escolha pelo idioma foi para alcançar japoneses e estrangeiros que vivem no Japão, já que inglês é um idioma universal e os brasileiros já contavam com o acesso as informações dos artistas através das matérias publicadas por mim no site