Meninas do Brasil inicia o projeto Meninas de Berlim.

As Meninas do Brasil vão viajar até Berlim para conhecer o som de 6 compositoras de 6 países diferentes, e simultaneamente estará levando a música das compositoras brasileiras. Meninas de Berlim é um desdobramento do projeto Meninas do Brasil, que desde 2015 apresenta o trabalho de compositoras brasileiras na internet através de vídeos com músicas e entrevistas, lançados semanalmente.

Debatendo o papel da mulher na música, buscamos atingir a igualdade de oportunidades para mulheres no mercado da cultura. No #MdB nós destacamos os trabalhos de compositoras que merecem divulgação, espalhando música de qualidade feita por artistas independentes e conectando as artistas a novos públicos através da internet.

Manuela Trindade Oiticica, Ana Kucera, Michele Leal Mendonça, Antonia Adnet, Luiza Sales, Natasha Llerena e Ana Clara Horta.

O que o Meninas do Brasil já fez até aqui?
Desde 2015, já lançaram vídeos com a participação de mais de 30 compositoras brasileiras, atigindo mais de 50 vídeos de música e 24 entrevistas no ar. Em 2016 foram um dos 117 projetos selecionados entre mais de 12 mil inscritos no edital Rumos do Itaú Cultural e atualmente estão lançando sua segunda temporada graças a este edital, com a participação de compositoras do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. Além dos vídeos que lançaram toda semana, também realizaram o Sarau MdB, onde as convidadas se encontraram com o público no palco pela primeira vez – e deste sarau surgiu também uma série de vídeos ao vivo.

Luiza Sales, Antonia Adnet, Marina Iris, Michele Leal, Ana Kucera, Ana Clara Horta, Natasha Llerena e Gabi Buarque.

Por que Meninas de Berlim?
A ideia de viajar para Berlim surgiu do encontro da criadora do Meninas do Brasil, Luiza Sales, com Ardalan Aram, da produtora Raw Creation. Conversando sobre o projeto, a compositora brasileira e o cineasta iraniano radicado em Berlim decidiram tornar o projeto internacional. Berlim é uma cidade que recebe artistas do mundo todo e tem uma pulsante vida cultural. Visitando uma só cidade, poderão conhecer compositoras de vários países, as suas músicas e ouvir suas histórias. Em tempos de intolerância, guerra e intenso debate internacional sobre a diversidade cultural, Luiza e Ardalan acreditam que o projeto proporciona um importante intercâmbio. Querem apresentar as artistas independentes estrangeiras ao público brasileiro e também levar a música de artistas independentes brasileiras para o exterior.

Luiza Sales

Como será? Aqui Luiza Sales explica como será realizado o projeto em Berlim.
Vamos gravar 12 vídeos com 6 artistas que vivem em Berlim e vêm de toda parte do mundo. Entre as convidadas confirmadas, já temos Alexa Shoen (EUA), Oh Lonesome Me (Alemanha), Mishka Adams e Yazzmin (Filipinas) e J. Lamotta (Israel).

Cada uma das 6 convidadas irá gravar uma composição própria e uma composição de uma artista brasileira. Vamos levar 6 canções de artistas brasileiras que já passaram pelo Meninas do Brasil nos últimos 2 anos, entre elas algumas músicas são inéditas, nunca gravadas antes! Além das músicas, os vídeos trarão trechos de entrevistas, onde poderemos conhecer melhor a história e o trabalho destas compositoras, aprendendo sobre seus desafios como mulheres no mundo e suas estratégias de inserção no mercado da música.

Os vídeos serão lançados entre outubro e dezembro de 2017. Para entender mais sobre o projeto e como fazer parte dele, acesse o link: https://benfeitoria.com/meninasdeberlim

Fonte: https://benfeitoria.com/meninasdeberlim
Facebook: https://www.facebook.com/meninasdobrasilmusic/
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCKvhzRaJZovkMQjy298hzng

Radio Shiga by Cleo Oshiro Oficial Page: http://wp.radioshiga.com/programacao/
COMPARTILHE
Artigo anteriorBolo de limão e iogurte
Próximo artigoOposição da Venezuela busca apoio internacional para uma agenda democrática
Cleo Oshiro

Sou a Cleo Oshiro, uma mineira que no ano de 2002 optou por viver no Japão com a família. Em 2010 a Revista GVK Internacional no Brasil, especializada em karaokê, me descobriu no Orkut e através da minha paixão pela música e karaokê, decidiram fazer uma matéria sobre minha vida aqui no Japão, afinal foi aqui na cidade de Kobe que ele surgiu e se espalhou pelo mundo. Com a repercussão da matéria, eles me convidaram para ser a Correspondente Internacional da revista no Japão e aceitei o desafio e não parei mais. Fui Colunista Social por 2 anos no Portal Mie/Japão, da Revista Baladas Internacional/ Suiça, na BDCiTV/EUA e na Revista Biografia/ Brasil, realizando entrevistas com várias personalidades do meio artístico. Minhas matérias são para divulgar o trabalho dos artistas, sem apelos sensacionalistas, mesmo porque meu foco é mostrar a imensidão de talentos espalhados pelo mundo sejam famosos ou não.
Atualmente faço parte da equipe da Rádio Shiga, onde faço matérias artísticas e sou a idealizadora do programa musical The Best Of Brazilian Music em parceria com o Omote-san. O programa foi suspenso devido problemas interno, mas o tempo em que esteve no ar levava a música brasileira à outros países da Asia. O programa The Best Of Brazilian Music era apresentado em inglês pela DJ Shine Dory, uma filipina apaixonada pela MPB e Bossa Nova. A escolha pelo idioma foi para alcançar japoneses e estrangeiros que vivem no Japão, já que inglês é um idioma universal e os brasileiros já contavam com o acesso as informações dos artistas através das matérias publicadas por mim no site