Brasil: Faculdade de Direito da USP adota cota para pretos, pardos e indígenas

A Congregação da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), conhecida como Faculdade do Largo São Francisco, aprovou a reserva de vagas para pretos, pardos e indígenas que ingressarem na instituição em 2018 por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Image © (Faculdade de Direito da USP, Largo São Francisco, São Paulo | Reprodução via https://educacao.uol.com.br) Brasil: Faculdade de Direito da USP adota cota para pretos, pardos e indígenas - Apr/2017

Brasil: Faculdade de Direito da USP adota cota para pretos, pardos e indígenas.

A Congregação da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), conhecida como Faculdade do Largo São Francisco, aprovou a reserva de vagas para pretos, pardos e indígenas que ingressarem na instituição em 2018 por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Na decisão, tomada ontem (30), a instituição definiu que 138 (30%) das 460 vagas do curso de direito serão preenchidas por meio do Sisu. Dessas, 46 (10% do total) vagas serão reservadas para alunos de escolas públicas e 92 (20%) reservadas para estudantes autodeclarados pretos, pardos e indígenas. Em 2017, a faculdade preencheu 92 (20%) de suas vagas com alunos selecionados pelo Sisu advindos de escolas públicas.

Atualmente, dos 143 cursos oferecidos pela Universidade de São Paulo, 50 reservam vagas para estudantes autodeclarados pretos, pardos ou indígenas que ingressam na instituição por meio do Sisu.

Bruno Bocchini – Repórter da Agência Brasil
Edição: Luana Lourenço