Angélica Rizzi é indicada ao Prêmio Açorianos de Música.

A cantora, compositora, jornalista e escritora gaucha Angélica Rizzi foi indicada no Prêmio Açorianos de Música 2017. A artista que vive em Porto Alegre e tem mais de dez anos de carreira, concorre na categoria POP como  “Melhor Intérprete” e  “Disco do Ano”. As indicações são pelo mais recente CD de Angélica intitulado  “Se Somos Nós”, o terceiro álbum de sua discografia.

A cerimônia de premiação ocorre no dia 20 de março, às 20 horas, no Teatro Renascença no Centro Municipal de Cultura Lupicínio (Erico Verissimo, 307). A entrada é franca. O evento integra as comemorações da Semana de Porto Alegre. O Prêmio Açorianos de Música é promovido pela Prefeitura da capital, através da Secretaria de Cultura. É a maior premiação da Música do Rio Grande do Sul.

Sobre o CD ‘Se Somos Nós’:
É o terceiro e mais recente disco de Angélica Rizzi. A faixa-título  “Se Somos Nós’’ é uma versão em português que Angélica fez de um hit do rock argentino  “Pronta Entrega” da lendária banda Virus. A produção do CD foi do músico e produtor Tony de Lucca, a coprodução de Guto Villanova e a produção executiva da própria artista. A gravação ocorreu no estúdio da Shout Produtora em Porto Alegre. Participaram os músicos: Mano Gomes, Diego Costa, Rafael Heck, Alex Cheruti, Mozart Dutra, JJ Eboli (“Zé Eboli”, músico brasileiro radicado em Los Angeles), Rodrigo Sorriso e Tony de Lucca. Também entre os destaques a participação especial do MC Deivid Ribeiro na faixa  “O Rio” e DJ Mause, que fez o remix dançante de ‘ “Seven Days in Nicarágua”.

O show de lançamento de  “Se Somos Nós ”ocorreu no dia 2 de dezembro de 2016 no Auditório da Livraria Cultura. Em 2017, Angélica apresentou o álbum em algumas cidades do interior gaúcho como Alegrete, Bento Gonçalves, Camaquã, Ijuí, Caçapava do Sul, Osório, entre outras. Em Porto Alegre, Angélica fez show do disco no Musical Évora e no Ecarta Musical.

A cantora/compositora gaúcha também divulgou o álbum no Uruguai, na Argentina e no Peru. Em Montevidéu, Angélica foi entrevistada dentro do programa El Mural na Radio Uruguay onde recebeu elogios pelo novo CD do apresentador do programa, o jornalista e escritor uruguaio Luis Marcelo Pérez.

Na capital uruguaia, também esteve na Radio Oceano onde entrou em contato com o lendário radialista Pepo Gonzáles, que numa conversa com Angélica ainda recordou de quando recebeu o 1º CD de Angélica, Águas de Chuvas (2008), ele que também não poupou elogios ao trabalho da artista.

Em Lima, capital peruana, Angélica foi entrevistada e seus CDs entraram na programação da web radio peruana  “Bossa Nova Perú Radio”. Na Argentina, Angélica divulgou seu novo CD na TV Pública Argentina e na cidade de La Plata.

 

A distribuição digital de  “Se Somos Nós” é da GRV http://www.grv.art.br/edicao-e-distribuicao/ultimos-lancamentos/se-somos-nos-angelica-rizzi-pop/

Website: http://www.angelicarizzi.com/
Facebook: https://www.facebook.com/angelicarizzieventosculturais/
Blog: http://angelicarizzi-eventos.blogspot.jp/
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCn2vMM-Tj055KQz7xzZ-TkA
Palco MP3: https://www.palcomp3.com/Angelica-rizzi/

Da Redação by Cleo Oshiro
Artigo anteriorDelia Fischer é indicada ao Independent Music Awards nos EUA.
Próximo artigoBrasil: Jaques Wagner investigado pelo recebimento de R$ 82 milhões desviados de obras da Fonte Nova
Cleo Oshiro
Sou a Cleo Oshiro, uma mineira que no ano de 2002 optou por viver no Japão com a família. Em 2010 a Revista GVK Internacional no Brasil, especializada em karaokê, me descobriu no Orkut e através da minha paixão pela música e karaokê, decidiram fazer uma matéria sobre minha vida aqui no Japão, afinal foi aqui na cidade de Kobe que ele surgiu e se espalhou pelo mundo. Com a repercussão da matéria, eles me convidaram para ser a Correspondente Internacional da revista no Japão e aceitei o desafio e não parei mais. Fui Colunista Social por 2 anos no Portal Mie/Japão, da Revista Baladas Internacional/ Suiça, na BDCiTV/EUA e na Revista Biografia/ Brasil, realizando entrevistas com várias personalidades do meio artístico. Minhas matérias são para divulgar o trabalho dos artistas, sem apelos sensacionalistas, mesmo porque meu foco é mostrar a imensidão de talentos espalhados pelo mundo sejam famosos ou não. Atualmente faço parte da equipe da Rádio Shiga, onde faço matérias artísticas e sou a idealizadora do programa musical The Best Of Brazilian Music em parceria com o Omote-san. O programa foi suspenso devido problemas interno, mas o tempo em que esteve no ar levava a música brasileira à outros países da Asia. O programa The Best Of Brazilian Music era apresentado em inglês pela DJ Shine Dory, uma filipina apaixonada pela MPB e Bossa Nova. A escolha pelo idioma foi para alcançar japoneses e estrangeiros que vivem no Japão, já que inglês é um idioma universal e os brasileiros já contavam com o acesso as informações dos artistas através das matérias publicadas por mim no site